A Contabilidade como ferramenta importante para o planejamento tributário das micro e empresas de pequeno porte - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v4n12p9-26

Jádson Gonçalves Ricarte

Resumo


Existem problemas com melhores ou piores soluções, assim como existem pessoas com maior ou menor capacidade para solução de problemas. Portanto, ao idealizar um estudo, um dos principais pré-requisitos que motiva o pesquisador é abordá-lo de forma tal que possa vir a atingir tanto os que dominam ou tem interesses já específicos por ele, por exemplo, a comunidade acadêmica, como também aqueles que não apresentam o conhecimento, muito menos o interesse, pois muitas vezes estão além de suas diretrizes de curto prazo. As microempresas e as empresas de pequeno porte (EPPs) representam 99,20% das empresas constituídas no Brasil, sendo 87,95% de micro empresas e 11,25% de pequenas empresas, empregando 56, 1 0% da mão-de-obra disponível. No nordeste as empresas de pequeno porte constituem um total de aproximadamente 540.000, o que representa 78,74% de todas as empresas em funcionamento nesta região. A finalidade deste trabalho é fazer um comparativo da forma de tributação entre as microempresas, as empresas de pequeno porte e as demais empresas, que nós, no Brasil, as classificamos como empresas normais, pois não se utilizam de qualquer benefício fiscal, demonstrando a melhor opção de tributação para o micro e pequeno empresário.

Palavras-chave


Planejamento Tributário; Microempresa; Empresa de Pequeno Porte.

Texto completo:

PDF


Revista Catarinense da Ciência Contábil, Florianópolis, SC, Brasil. ISSN: 2237-7662


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional