Abordagens de avaliação de ativos intangíveis: uma revisão da literatura

Stephanie Kalynka Rocha Silveira, Darci Schnorrenberger, Valdirene Gasparetto, Rogério João Lunkes

Resumo


O objetivo deste estudo consiste em analisar as abordagens de avaliação de ativos intangíveis apresentadas na literatura nacional e internacional. Para tanto, fez-se uso de uma base filosófica construtivista e do Knowledge Development Process - Constructivist (ProKnow-C) como instrumento de intervenção para revisão da literatura. No levantamento realizado nas bases: (i) EBSCO; (ii) ProQuest; (iii) Scopus; (iv) Science Direct e (v) Spell encontrou-se o total de 1.672 artigos utilizando as palavras: Capital Intelectual ou Ativo Intangível e Organização em seu (i) título, (ii) resumo ou (iii) palavras-chave. A partir do aprimoramento da pesquisa com os critérios (i) exclusão de artigos repetidos/ redundantes; (ii) alinhamento dos artigos ao tema quanto ao título; (iii) reconhecimento científico dos artigos; (iv) alinhamento dos artigos ao tema quanto aos resumos e (v) disponibilidade dos artigos na íntegra, chegou-se a um Portfólio Bibliográfico (PB) composto de 28 artigos. Na análise desse PB, identificou-se o total de 41 abordagens de avaliação de ativos intangíveis. Skandia Navigator foi a abordagem mais citada, totalizando 13% das citações. Constatou-se também as categorias e o enquadramento de cada abordagem, identificando-se que existem algumas lacunas de pesquisas envolvendo as abordagens de avaliação.


Palavras-chave


Ativos Intangíveis; Abordagens de avaliação; Categorias; Enquadramento.



Revista Catarinense da Ciência Contábil – CRCSC, Florianópolis, SC, Brasil. eISSN: 2237-7662, ISSN: 1808-3781


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.