Aplicação de recursos públicos no ensino fundamental: será que o gasto interfere no desempenho?

Valkyrie Vieira Fabre, Daiani Schlup, Jardel Pandini

Resumo


O objetivo geral desta pesquisa foi comparar o gasto público com o desempenho dos alunos, nos pequenos municípios do Estado de Santa Catarina. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com enfoque predominantemente quantitativo, baseada em levantamento e coleta de dados documentais. Foi trabalhada uma amostra de 25 Municípios com menos de 50.000 habitantes, no período de 2011 a 2014, identificando o gasto anual por aluno, relacionando-o com a taxa de aprovação dos estudantes e o desempenho no IDEB. O gasto médio anual por aluno foi de R$ 8.529,68. Foi constatada grande disparidade nos valores praticados pelos Municípios (diferença de até 462%), o que, comparado com as divergentes e elevadas taxas de aprovação média (96,6%) e os distintos desempenhos no IDEB levou à conclusão de que não existe relação entre o gasto público na rede municipal de ensino e o desempenho dos estudantes.

 



Palavras-chave


Contabilidade pública; Gestão pública; Educação fundamental; Desempenho; Eficiência.



Revista Catarinense da Ciência Contábil – CRCSC, Florianópolis, SC, Brasil. eISSN: 2237-7662, ISSN: 1808-3781


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.