Análise da Value Relevance da demonstração do valor adicionado nos níveis diferenciados de governança corporativa da BM&FBOVESPA

Alyne Alves Santos, Reiner Alves Botinha, Sirlei Lemes

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar se o conteúdo informacional da Demonstração do Valor Adicionado (DVA) é relevante para os investidores. A amostra foi composta por empresas brasileiras pertencentes ao Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGCX) da BM&FBovespa, atual Brasil, Bolsa, Balcão (B3), no período de 2011 a 2015. Para o alcance do objetivo, foi utilizada a técnica de regressão linear múltipla. A amostra da pesquisa constituiu-se de 155 empresas e 714 observações. Os resultados apontam que a variável “valor adicionado líquido para distribuição”, ao nível de significância estatística de 5%, é relevante para o mercado acionário nos níveis diferenciados de governança corporativa, porém com baixo poder explicativo. Todavia, quando as variáveis de controle são adicionadas na regressão, observa-se que o lucro por ação apresenta mais poder explicativo em relação ao valor adicionado líquido. Esses resultados apontaram que o total de riqueza líquida obtida pela empresa (construída por ela e recebida em transferência por outras entidades) pode ser relevante para os usuários das informações contábeis, embora o lucro por ação tenha sido o indicador mais relevante. Evidenciou-se que, em linhas gerais, há preocupação quanto à divulgação da informação sobre a riqueza gerada pela entidade, sinalizando que o conteúdo da DVA conduz à maior transparência das entidades e, consequentemente, é capaz de influenciar as decisões dos investidores, mas tem baixo teor de coeficiente em relação às demais variáveis do estudo.

Palavras-chave


Relevância Informacional; DVA; Governança Corporativa; Value relevance.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Almeida, R. L., & Coutinho e Silva, A. H. (2014). Demonstração do Valor Adicionado: uma análise de sua comparabilidade após torna-se obrigatória no Brasil. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da Uerj, 19(1), 95-110.

Arruda, M. P., Garcia, I. A. S., & Lucena, W. G. L. (2015). A influência do valor adicionado na precificação das ações das companhias abertas brasileiras listadas na BM&FBovespa. Anais do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, São Paulo, SP, Brasil, 15.

Azevedo, O. R. (2009). Demonstrações do fluxo de caixa e do valor adicionado: método direto e indireto passo a passo (2a ed.). São Paulo: IOB.

Barros, C. M. E., Catapan, A., Scherer, L. M., & Isidoro, C. (2013). Relevância do valor adicionado: um estudo empírico em sociedades anônimas abertas brasileiras. Registro Contábil, 4(3), 147-162.

Barbosa, D., Severiano, A., & Malan, C. (2015). Desaceleração da economia chinesa faz Bovespa cair quase 6%. Jornal Hoje. Recuperado em 20 março, 2019, de http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2015/08/desaceleracao-da-economia-chinesa-faz-bovespa-cair-quase-6.html

Britto, W. S. F., Silva, E. B, Diniz, S. M., & Miranda, A. R. (2005). A Demonstração do Valor Adicionado na cadeia produtiva da manga: estudo de caso na região do vale do São Francisco. Anais do Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, Ribeirão Preto, SP, Brasil, 43.

Cahan, S. F., Emanuel, D., & Sun, J. (2009). The effect of earnings quality and country-level institutions on the value relevance of earnings. Review of Quantitative Finance and Accounting, 33(4), 371-391.

Cosenza, J. P. (2003). A eficácia informativa da demonstração do valor adicionado. Revista Contabilidade & Finanças, 14(1), 7-29.

Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). (2008). Pronunciamento técnico CPC 09: demonstração do valor adicionado. Recuperado em 20 de março, 2019, de http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/175_CPC_09.pdf

Crippa, M., & Coelho, A. C. D. (2012). Relevância e conteúdo informacional da demonstração do valor adicionado: evidências para o Brasil. Anais da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Florianópolis, SC, Brasil, 6.

Cunha, J. V. A., Ribeiro, M. S., & Santos, A. (2005). A demonstração do valor adicionado como instrumento de mensuração da distribuição da riqueza. Revista Contabilidade & Finanças, 16(37), 7-23.

Fávero, L. P., Belfiore, P., Takamatsu, R. T., & Suzart, J. (2014). Métodos quantitativos com Stata. Rio de Janeiro: Elsevier.

Fé, A. L. D., Jr. (2013). Mudanças contábeis e reações do mercado na implantação compulsória do IFRS no setor bancário brasileiro. Tese de Mestrado, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, SP, Brasil.

Habib, A., & Azim, I. (2008). Corporate governance and the value-relevance of accounting information: Evidence from Australia. Accounting Research Journal, 21(2), 167-194.

Haller, A., & Van Staden, C. (2014). The value added statement–an appropriate instrument for Integrated Reporting. Accounting, Auditing & Accountability Journal, 27(7), 1190-1216.

Klapper, L. F., & Love, I. (2002). Corporate governance, investor protection, and performance in emerging markets. Journal of corporate Finance, 10(5), 703-728.

Kroetz, C. E. S., & Neumann, M. (2008). Responsabilidade social e a demonstração do valor adicionado. Desenvolvimento em Questão, 6(11), 153-178.

Lei n. 11.638, de 28 de dezembro de 2007 (2007). Altera e revoga dispositivos da Lei no 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e da Lei nº 6.385, de 7 de dezembro de 1976, e estende às sociedades de grande porte disposições relativas à elaboração e divulgação de demonstrações financeiras. Recuperado em 25 Janeiro, 2017, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11638.htm

Lima, J. B. N. (2010). A relevância da informação contábil e o processo de convergência para as normas IFRS no Brasil. Tese de Doutorado, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo. São Paulo, SP, Brasil.

Lopes, A. B. (2009). The relation between firm-especific corporate governance, cross-listing and the informativeness of accouting numbers in Brazil. PhD Thesis, Manchester Business School, University of Manchester, Manchester, United Kingdom.

Luca, M. M. M., Cunha, J. V. A., Ribeiro, M. S., & Oliveira, M. C. (2009). Demonstração do valor adicionado: do cálculo da riqueza criada pela empresa ao valor do PIB (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Macedo, M. Á. S., Romano, T. D., & Silva, J. C. Q. (2014). Análise dos determinantes da relevância das informações contábeis no brasil: um estudo com base no lucro líquido (LL) e no patrimônio líquido (PL) para o período de 2010 a 2012. Anais do Congresso Usp de Controladoria e Finanças, São Paulo, 14. Recuperado em 20 de março, 2019, de http://www.congressousp.fipecafi.org/web/artigos142014/276.pdf

Machado, M. A. V., Macedo, M. A. S., & Machado, M. R. (2015). Análise da relevância do conteúdo informacional da dva no mercado brasileiro de capitais. Revista Contabilidade & Finanças, 26(67), 57-69.

Malacrida, M. J. C., & Yamamoto, M. M. (2006). Governança corporativa: nível de evidenciação das informações e sua relação com a volatilidade das ações do Ibovespa. Revista contabilidade e finanças, 17(1), 65-79.

Marques, A. V. C., Santos, C. K. S., & Lemes, S. (2014). Divulgação dos relatórios contábeis: um estudo da relevância das informações contábeis sobre ativos intangíveis. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 38.

Martins, V. G., Machado, M. A. V., & Callado, A. L. C. (2014). Análise da aditividade de value relevance da DDF e da DVA ao conjunto de demonstrações contábeis: evidências de empresas do mercado de capitais brasileiro. Contabilidade, Gestão e Governança, 17(1), 75-94.

Mook, L. I. (2007). Social and environmental accounting: the expanded value added statement. Doctoral dissertation, University of Toronto. Toronto, Canada.

Oliveira, I. A. F., & Coelho, A. C. D. (2014). Impacto da divulgação obrigatória da DVA: evidência em indicadores financeiros. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 2(3), 41-55.

Oshiro, R. (2003). Demonstração do Valor Adicionado. In J. C. Marion, & A. C. R. Reis (Coords.). Mudanças nas demonstrações contábeis (pp.70-80). São Paulo: Saraiva.

Rezende, A. J., Batistella, F. D., Dalmácio, F. Z., & Brito, G. A. (2008). A relevância da informação contábil no mercado de ações brasileiro: uma análise informação societária e informação corrigida. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 32.

Rodrigues, J. M., Elias, W. G., & Campos, E. S. (2014). Relevância da informação contábil: uma análise dos efeitos da contabilização dos gastos com pesquisa e desenvolvimento com a aplicação da Lei 11.638/07 no mercado brasileiro. Anais do Congresso USP de Controladoria e Finanças. São Paulo, SP, Brasil, 14.

Scherer, L. M. (2006). Valor adicionado: análise empírica de sua relevância para as companhias abertas que publicam a demonstração do valor adicionado. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Stanzani, L. M. L., Fregonesi, M. S. F. A., & Nakao, S. H. (2016). Estudo da relevância do valor adicionado contábil. Anais da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis. Ribeirão Preto, SP, Brasil, 10.

Van Staden, C. J. (2000). The value added statement: bastion of social reporting or dinosaur of financial reporting? Working and Discussion Papers, Massey University, University of New Zealand. Retrieved from http://mro.massey.ac.nz/handle/10179/2543

Yogesha, B. S., & Mahadevappa, B. (2014). Analysis of value added ratios of indian oil corporation ltd. IOSR Journal of Humanities and Social Science (IOSR-JHSS), 19(1), 18-25.




DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-766220192697

Revista Catarinense da Ciência Contábil, Florianópolis, SC, Brasil. ISSN: 2237-7662


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional