Precificação de Consultoria Empresarial com a Contribuição das Estratégias de Apreçamento - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v7n21p41-52

Autores

  • Nivaldo João dos Santos
  • Erves Ducati
  • Antônio Cezar Bornia

Palavras-chave:

Estratégias de apreçamento, Consultoria de gestão empresarial, Proposta de serviços, Proposta de honorários

Resumo

A precificação de serviços de consultoria também pode se beneficiar dos conceitos e idéias das estratégias de apreçamento de bens de consumo de massa, especificamente na área de consultoria de gestão empresarial. Apesar deste campo ser dominado por grandes corporações multinacionais, ainda existe espaço para empresas e profissionais nacionais. Por se tratar de mercado que envolve valores de grande magnitude, imagina-se que as instituições de sucesso adotem estratégia de apreçamento. Neste trabalho, estratégias de apreçamento foram selecionadas para exame e verificação de aplicabilidade quando do estabelecimento valor pelos serviços da consultoria de gestão empresarial. O apreçamento de desnatação, apreçamento de penetração, apreçamento neutro e apreçamento baseado em valor tiveram seus conceitos sintetizados para fins de verificação. O apreçamento baseado em valor se revelou o mais propício para este tipo de produto (consultoria) e o processo de comunicação é o elemento crítico para evidenciar valor, benefícios e, finalmente, justificar o preço do serviço. A sugestão de roteiro para apreçamento de serviço de consultoria empresarial é apresentada ao final, como resultado da análise das diversas estratégias de apreçamento.

Biografia do Autor

Nivaldo João dos Santos

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Erves Ducati

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Antônio Cezar Bornia

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Downloads

Publicado

20/10/2011

Como Citar

Santos, N. J. dos, Ducati, E., & Bornia, A. C. (2011). Precificação de Consultoria Empresarial com a Contribuição das Estratégias de Apreçamento - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v7n21p41-52. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, 7(21), p. 41–52. Recuperado de https://revista.crcsc.org.br/index.php/CRCSC/article/view/1071

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)