Lei nº 11.638/2007: estudo sobre o nível de conhecimento dos mestres formados pela Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v8n23p57-72

Autores

  • Ari Söthe
  • Jacqueline Veneroso Alves da Cunha

Palavras-chave:

Sociedades Anônimas, Lei das S.A., Nível de Conhecimento

Resumo

As alterações na legislação societária afetam diretamente as atividades dos profissionais da área contábil. A atualização rápida do profissional é visualizada pelos usuários como elemento fundamental para valorizar a sua qualidade, principalmente quando este profissional possui sólida formação acadêmica ou ocupa cargos estratégicos na organização. Desta forma, o presente estudo tem como objetivo avaliar o nível de conhecimento dos mestres formados pela FURB – Fundação Universidade Regional de Blumenau, em relação à Lei nº 11.638/2007. Para atingir este objetivo, foi desenvolvida uma análise descritiva da evolução da lei das sociedades anônimas, desde a sua primeira publicação, pelo decreto-lei nº 2.627/1940, até a versão atual. Posteriormente, foram enviados questionários aos 76 mestres formados pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da FURB. A pesquisa foi classificada como de levantamento ou survey e quanto à abordagem do problema caracteriza-se como quantitativa. Os resultados apontam um bom nível de conhecimento dos respondentes, considerando o número de alterações destacadas e o período relativamente curto entre a data da publicação da nova lei e a realização desta pesquisa.

Biografia do Autor

Ari Söthe

Universidade Regional de Blumenau – FURB (SC).


Jacqueline Veneroso Alves da Cunha

Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG (MG).

Downloads

Publicado

20/10/2011

Como Citar

Söthe, A., & Cunha, J. V. A. da. (2011). Lei nº 11.638/2007: estudo sobre o nível de conhecimento dos mestres formados pela Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v8n23p57-72. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, 8(23), p. 57–72. Recuperado de https://revista.crcsc.org.br/index.php/CRCSC/article/view/1083

Edição

Seção

Artigos