Endividamento de longo prazo e desempenho em tempos de crise: evidências de empresas no Brasil e América Latina

Autores

  • Dermeval Martins Borges Junior Universidade Federal de Uberlândia
  • Lucas Alves Duarte de Sarvas Universidade Federal de Uberlândia
  • Juliana Rodrigues Oliveira Universidade Federal de Uberlândia
  • Kárem Cristina de Sousa Ribeiro Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v16n47p87-96

Palavras-chave:

Estrutura de capital, Endividamento de longo prazo, Desempenho.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo examinar o efeito do endividamento de longo prazo no desempenho de empresas brasileiras e latino-americanas, de modo a abranger o cenário econômico anterior, durante e após a crise mundial de 2008. Considerou-se no estudo os dados contábeis referentes às companhias abertas listadas nas Bolsas de Valores do Brasil, Chile, Argentina, Colômbia, México e Peru, durante o período compreendido entre 2007 e 2015. Foi elaborado um modelo de regressão linear múltipla com dados em painel baseados na literatura sobre o tema. O software Stata foi utilizado para a análise dos dados. Os resultados indicaram que para as empresas da América Latina, exceto para as do Brasil, existe relação negativa entre o endividamento de longo prazo e o desempenho. No caso das empresas brasileiras, para tal relação, os resultados se mostraram inconclusivos.

Biografia do Autor

Dermeval Martins Borges Junior, Universidade Federal de Uberlândia

Graduado em Administração pela Universidade Federal de Uberlândia. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Uberlândia. Endereço: Av. João Naves de Ávila, 2121, Bloco 5M, Sala 109 M., Santa Mônica | 38400-902 | Uberlândia/MG | Brasil.

Lucas Alves Duarte de Sarvas, Universidade Federal de Uberlândia

Graduado em Tecnologia em Processos Gerenciais pela Universidade de Uberaba. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Uberlândia. Endereço: Av. João Naves de Ávila, 2121, Bloco 5M, Sala 109 M., Santa Mônica | 38400-902 | Uberlândia/MG | Brasil.

Juliana Rodrigues Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia

Graduada em Administração pela Universidade de Uberaba. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Uberlândia. Endereço: Av. João Naves de Ávila, 2121, Bloco 5M, Sala 109 M., Santa Mônica | 38400-902 | Uberlândia/MG | Brasil.

Kárem Cristina de Sousa Ribeiro, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Administração pela Universidade de São Paulo. Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Uberlândia. Endereço: Av. João Naves de Ávila, 2121, Bloco 5M, Sala 109 M., Santa Mônica | 38400-902 | Uberlândia/MG | Brasil.

Referências

Abor, J. (2007). Debt policy and performance of SMEs: Evidence from Ghanaian and South African firms. The Journal of Risk Finance, 8(4), 364-379. doi: dx.doi.org/10.1108/15265940710777315

Abor, J. (2005). The effect of capital structure on profitability: an empirical analysis of listed firms in Ghana. The Journal of Risk Finance, 6(5), 438-445. doi: dx.doi.org/10.1108/15265940510633505

Assaf Neto, A., & Lima, F. G. (2011). Curso de Administração Financeira (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Bandyopadhyaya, A., & Barua, N. M. (2016). Factors determining capital structure and corporate performance in India: Studying the business cycles effects. The Quarterly Review of Economics and Finance, 61(1), 160-172. doi: dx.doi.org/10.1016/j.qref.2016.01.004

Banerjee, A., & Anupam De. (2015). Impact of Capital Structure Decisions on Financial Performance during Pre-and Post-recession Period. Management and Labour Studies, 40(1), 176-193. doi: dx.doi.org/10.1177/0258042X15601539

Batista, A. F., Siqueira, B. S., Novaes, J. F., & Figueiredo, D. (2005). Estrutura de Capital: Uma estratégia para o endividamento ideal ou possível. Anais do Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Porto Alegre, RS, Brasil, 25.

Cole, C., Yan, Y., & Hemley, D. (2015). Does Capital Structure Impact Firm Performance: An Empirical Study of Three U.S. Sectors. Journal of Accounting and Finance, 15(6), 57-65.

Ebaid, I. E. S. (2009). The impact of capital-structure choice on firm performance: empirical evidence from Egypt. The Journal of Risk Finance, 10(5), 477-487. doi: dx.doi.org/10.1108/15265940911001385

Fonseca, R. A., Silva, A. P. C., Assis, I. T., Nazareth, L. G. C., & Ferreira, R. N. (2014). Participação de Capitais de Terceiros nas Empresas: a Comparação entre Empresas do Setor Siderúrgico. Anais do Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, Resende, RJ, Brasil, 11.

Fosu, S. (2013). Capital structure, product market competition and firm performance: Evidence from South Africa. The Quarterly Review of Economics and Finance, 53(2), 140-151. doi: dx.doi.org/10.1016/j.qref.2013.02.004

Kudlawicz, C., Senff, C. O., & Bach, T. M. (2015). O Desempenho Econômico e a Estrutura de Capital: Empresas Brasileiras a Luz da Fronteira de Eficiência. Journal of Globalization, Competitiveness & Governability, 9(3), 40-42. doi: dx.doi.org/10.3232/GCG.2015.V9.N3.02

Lara, J. E., & Mesquita, J. M. C. (2008). Estrutura de Capital e Rentabilidade: análise do desempenho de empresas brasileiras no período pós Plano Real. Revista Contabilidade Vista e Revista, 19(2), 15-33.

Modigliani, F., & Miller, M. H. (1958). The Cost of Capital, Corporation Finance and the Theory of Investment. The American Economic Review, 48(3), 655-669.

Nguyen, T., & Nguyen H. (2015). Capital Structure and Firm’s Performance: Evidence from Vietnam’s Stock Exchange. International Journal of Economics and Finance, 7(12). doi: dx.doi.org/10.5539/ijef.v7n12p1

Pratheepkanth, P. (2011). Capital structure and financial performance: evidence from selected business companies in Colombo stock exchange Sri Lanka. Journal of Arts, Science & Commerce, 2(2), 171-183.

Zeitun, R., & Tian, G. G. (2007). Capital structure and corporate performance: evidence from Jordan. Australasian Accounting, Business and Finance Journal, 1(4).

Publicado

28/04/2017

Como Citar

Borges Junior, D. M., Sarvas, L. A. D. de, Oliveira, J. R., & Ribeiro, K. C. de S. (2017). Endividamento de longo prazo e desempenho em tempos de crise: evidências de empresas no Brasil e América Latina. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, 16(47). https://doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v16n47p87-96

Edição

Seção

Artigos