Usabilidade dos sistemas de custos no Setor Público Federal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.16930/2237-766220223224

Palavras-chave:

Avaliação de Usabilidade, Custos Aplicados ao Setor Público, Contabilidade de Custos

Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar qual a percepção de usabilidade dos sistemas de custos do Setor Público Federal por parte dos gestores e usuários das informações de custos. Para isto, realizou-se uma pesquisa junto a setoriais e seccionais de custos do Governo Federal, mediante aplicação de questionário que foi validado por brainstorming e por grupo focal. Os dados quantitativos da pesquisa foram obtidos a partir aplicação do modelo de análise Multicritério para Apoio à Decisão - Construtivista “Multicriteria Decision Aid - Constructivist” (MCDA-C). Os resultados, gerados no software MyMCDA-C, evidenciaram que nove critérios atingiram os pontos ótimos, alcançando nível excelente de usabilidade, os quais foram considerados como muito significativo para alcance dos objetivos de uso dos sistemas de custos. O maior esforço foi para “metodologia de custos” e o menor para “ferramentas tecnológicas”. Em termos práticos, ficou evidente que o esforço em buscar uma metodologia de custos pertinentes aos objetivos do órgão é maior que as ferramentas tecnológicas atualmente disponíveis. A pesquisa também visou contribuir com base bibliográfica para estudos futuros quanto a usabilidade na área de ciências contábeis e subsidiar as entidades do setor público ao elencar neste trabalho critérios para implantação de custos com foco em usabilidade.

Referências

Associação Brasileira de Norma Técnica. (2002). NBR ISO 9241-11. Requisitos Ergonômicos Para o Trabalho Com Computadores. Parte 11: Orientações Sobre Usabilidade, 01-21.

Bana e Costa, C. (1993). Três convicções fundamentais no apoio à decisão. Revista Pesquisa Operacional, 13(1), 9-20.

Braga, G. S., Silva, R. B. da, Rodrigues, E. C. C., & Penã, P. C. R. (2016, December 1). Análise dos Níveis de Serviços Através da Usabilidade do Transporte Público Interurbano Aquaviário entre os Municípios Rio de Janeiro e Niterói. Revista Gestão Industrial, 12(4), 150-170. https://doi.org/10.3895/gi.v12n4.5217 DOI: https://doi.org/10.3895/gi.v12n4.5217

Carneiro, A. D. F., Da Silva Neto, J. M., Locks, R., & Santos, M. M. A. dos. (2012). Custos na Administração Pública: revisão focada na publicação de artigos científicos a partir da promulgação da Lei de Responsabilidade Fiscal. Revista Contemporânea de Contabilidade, 9(18), 3-22. https://doi.org/10.5007/2175-8069.2012v9n18p3 DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8069.2012v9n18p3

Conselho Federal de Contabilidade (2011). Resolução CFC n. 1366, de 25 de novembro de 2011. https://cfc.org.br/wp-content/uploads/2018/04/Publicacao_Setor_Publico.pdf

Conselho Federal de Contabilidade (2011b). NBC T 16.11 - Sistema de Informação de Custos do Setor Público.

Conselho Federal de Contabilidade (2021). NBC TSP 34 - Custos no Setor Público.

Costa, F. C., Silva, J. N., Elias, L. M., & Da Silva, M. D. (2018). Sistema de Custos no Setor Público : Um estudo nas Universidades Federais de Ensino Superior no Pará . 185-203.

Cybis, W., Betiol, A. H., & Faust, R. (2010). Ergonomia e Usabilidade: Conhecimento, Métodos e Aplicações (2a. Ed.). Novatec Editora Ltda.

Dei Svaldi, J. S. (2000). Método, Ferramentas e Técnicas da Gestão da Qualidade Total: Aplicação na Organização do Trabalho da Enfermagem em um Serviço de Pronto Atendimento. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Elias, I. J. V. (2017). Evolução da Legislação para Apuração de Custos no Governo Federal: a Contabilidade de Custos como Aliada da Administração Pública Gerencial. Congresso UnB de Contabilidade e Governança, 3. http://conferencias.unb.br/index.php/ccgunb/ccgunb3/paper/download/6081/1596

Ensslin, L., Dutra, A., & Ensslin, S. R. (2000). MCDA: A constructivist approach to the management of human resources at a governmental agency. International Transactions in Operational Research, 7(1), 79-100. https://doi.org/10.1111/j.1475-3995.2000.tb00186.x DOI: https://doi.org/10.1111/j.1475-3995.2000.tb00186.x

Fallman, D. (2011). The new good: Exploring the potential of philosophy of technology to contribute to human-computer interaction. Conference on Human Factors in Computing Systems - Proceedings, February, 1051-1060. https://doi.org/10.1145/1978942.1979099 DOI: https://doi.org/10.1145/1978942.1979099

Lei n. 4.320, de 17 de março de 1964 (1964). http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4320.htm

Lorenzato, N. T., Behr, A., & Goularte, J. L. L. (2016). Benefícios e problemas na implantação de um sistema de informação de custos do setor público no estado do Rio Grande Do Sul. ConTexto, 16(32), 126-141.

Machado, N., & Holanda, V. B. de. (2010). Diretrizes e modelo conceitual de custos para o setor público a partir da experiência no governo federal do Brasil. Revista de Administração Pública (RAP), 44(4), 791-820. http://www.scielo.br/pdf/rap/v44n4/v44n4a03.pdf DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-76122010000400003

Machado, N., Holanda, V. B., & Bezerra Filho, J. E. (2018). Sistema de Informação de Custos: diretrizes para a integração ao orçamento público e à contabilidade governamental. Instituto Social Iris.

Machado, R. B., Vianna, W. B., & Matias, M. (2020). Ciência da informação e usabilidade: relações conceituais fundamentais. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, 10(2), 4-19. https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v10i2p4-19 DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v10i2p4-19

Martins, E., & Rocha, W. (2015). Métodos de Custeio Comparado: custos e margens analisados sob diferentes perspectivas (2a Ed.). Atlas.

Mohr, Z. T. (2016, July). Performance Measurement and Cost Accounting: Are They Complementary or Competing Systems of Control? Public Administration Review, 76(4), 616-625, July/August. https://doi.org/10.1111/puar.12503 DOI: https://doi.org/10.1111/puar.12503

Monteiro, R. (2018, March 25). Análise Exploratória dos Fatores de Importância e Barreiras para a Implantação da Contabilidade de Custos no Setor Público Brasileiro. Revista de Administração, Sociedade e Inovação, 4(1), 71-89. https://doi.org/10.20401/rasi.4.1.167 DOI: https://doi.org/10.20401/rasi.4.1.167

Nascimento, J. A. M. do. (2006). Usabilidade no contexto de gestores, desenvolvedores e usuários do website da Biblioteca Central da Universidade de Brasília. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação e Documentação), Curso de Pós-Graduação em Ciência da Informação e Documentação, Universidade de Brasilia, UnB.

Nielsen, J. (2012). Usability 101: Introduction to Usability. Nielsen Norman Group. http://www.nngroup.com/articles/how-to-rate-the-severity-of-usability-problems/

Padrones, K. G. de S. A., Santos, W. J. L. dos, & Colares, A. C. V. (2017). Implantação do Sistema de Informação de Custos no setor público: A experiência do Governo Federal Brasileiro. Science of Human Action, 2(1), 68-98. DOI: https://doi.org/10.21501/2500-669X.2323

Pereira, A. L., & Romão, A. L. (2016). A implementação do sistema de contabilidade de custos nos municípios portugueses. Revista Contemporânea de Contabilidade, 165-186. https://doi.org/http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2015v12n27p165 DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8069.2015v12n27p165

Rafael, J. G. O., Rodrigues, E. C. C., & Silva, R. B. da. (2016). Análise multicritério para avaliação comparativa entre os sistemas de transporte público coletivo de Brasília e de Estocolmo: a percepção do usuário. Universitas Gestão e TI, 6(1), 41-51. https://doi.org/10.5102/un.gti.v6i1.3869 DOI: https://doi.org/10.5102/un.gti.v6i1.3869

Reis, L. G. dos, & Lavarda, C. E. F. (2017). An analysis of the process of change in accounting at a local government from the perspective of the critical theory. Gestão, Finanças e Contabilidade, 3, 143-158.

Rocha, E. C. de F., & Sirihal, A. B. (2014). Reflexões sobre os paradigmas de estudo da usabilidade na Ciência da Informação. DataGramaZero, 9(1), 17. https://www.researchgate.net/publication/299610936

Rodrigues, E. C. C., Rodrigues, M. M. V. O. C., Quirino, M. G., & Shimoishi, J. M. (2015). Comparative Analisys of the Main Systems of Transportation of Brazilian. Business and Management Review, 4(7), 408-422.

Santos, M. R. dos, & Voese, S. B. (2019, November). Gestão de custos no governo federal brasileiro. Anais do Congresso Brasileiro de Custos, 26. https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais

Secretaria do Tesouro Nacional (2011a).. Portaria n. 157, de 09 de Março de 2011. http://www.fazenda.gov.br/pmimf/frentes-de-atuacao/custos/download-de-arquivos/portstn_157_09mar2011.pdf

Secretaria do Tesouro Nacional (2011b). Portaria n. 716, de 24 de Outubro de 2011. https://sisweb.tesouro.gov.br/apex/f?p=2501:9::::9:P9_ID_PUBLICACAO:117

Secretaria do Tesouro Nacional. (2018). Manual de Informações de Custos do Governo Federal. https://www.tesourotransparente.gov.br//publicacoes/manual-de-informacoes-de-custos-mic/2018/26

Secretaria do Tesouro Nacional (2019). Manual do Portal de Custos do Governo Federal. https://www.tesourotransparente.gov.br/publicacoes/manual-do-portal-de-custos-do-governo-federal/2019/26

Silva, C. A. T. (2007). Custos no Setor Público (C. A. T. Silva (ed.); Ed. UnB). 2007.

Silva, R. B. da, Rodrigues, E. M., Rodrigues, E. C. C., & Quipungo, P. F. (2017). Avaliação da usabilidade do serviço de táxi do Distrito Federal ( DF ) quanto à origem-destino dos usuários. Negócios Em Projeção, 8(1), 224-235.

Souza, E. A., Soares, C. B., Araujo Fillho, A. M., Vilarouca Neto, M., & Rosa, R. S. (2017). Sistematização de Custos no Setor Público com uso de ferramenta de BI (Business Intelligence): Um relato de experiência da implantação de custos na Empresa Brasil de Comunicação SA (EBC). Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público, 7. Recuperado de http://www.socialiris.org/acervo/Anais_VIICongressoCQ.pdf

Verbeeten, F. H. m. (2011). Public sector cost management practices in The Netherlands. International Journal of Public Sector Management, 24(6), 492-506. https://doi.org/10.1108/09513551111163620 DOI: https://doi.org/10.1108/09513551111163620

Publicado

19/08/2022

Como Citar

Souza, E. A. de, & Rodrigues, E. C. C. . (2022). Usabilidade dos sistemas de custos no Setor Público Federal. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, 21, e3224. https://doi.org/10.16930/2237-766220223224

Edição

Seção

Artigos