Avaliação da produtividade dos ativos: estudo de caso em empresa distribuidora de combustíveis - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v4n12p33-50

Marluce Lembeck, Rodney Wernke

Resumo


Em ambientes de competição acirrada, como os encontrados atualmente, cada vez mais os administradores têm sido exigidos no sentido de otimizar o retorno do capital investido pelos acionistas. Nessa direção, este artigo comenta sobre a relevância da avaliação da produtividade dos ativos e evidencia como isso pode ser efetuado pela utilização de três indicadores baseados em demonstrativos contábeis: ROI (Retorno sobre o Investimento), ROA (Retorno sobre Ativos) e EVA (Valor Econômico Agregado). Para tanto, após mencionar as razões pelas quais essa avaliação deve ser realizada, por intermédio de uma revisão da literatura, evidencia-se os conceitos relacionados, as possibilidades de cálculo, as vantagens e as limitações inerentes aos três parâmetros de análise em questão. Posteriormente relata-se, em detalhes, estudo de caso realizado em empresa que atua no segmento de distribuição de combustíveis, em que foram aplicados os três indicadores citados e interpretou-se os resultados alcançados no período, sob a óptica de cada uma. Conclui-se que a organização enfocada teve um desempenho inadequado no ano avaliado.

Palavras-chave


Estudo de Caso; ROI; ROA; EVA.

Texto completo:

PDF


Revista Catarinense da Ciência Contábil, Florianópolis, SC, Brasil. ISSN: 2237-7662


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional