Relacionamento temporal entre lucros trimestrais e retorno das ações no Brasil

Franciane de Oliveira Alvarenga, Leila Batista Mello, Manoel Vitor de Souza Veloso, Marcelo Alvaro da Silva Macedo

Resumo


Este estudo tem como objetivo analisar as propriedades de séries temporais dos lucros contábeis trimestrais e seu relacionamento com o preço (retorno) das ações nas empresas brasileiras com participações no Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) de 2010 a 2016, período após a adoção dos International Financial Reporting Standards (IFRS). Assim, das 58 empresas com ações ativas na data da coleta, foram analisadas 48 delas, uma vez que foram retiradas aquelas com ausência de informações nos referidos anos, totalizando, dessa forma, 1624 observações. Para isso, utilizou-se o modelo multivariado de séries temporais de vetores autorregressivos (VAR) e foram aplicados testes às séries temporais analisadas, a fim de verificar suas propriedades. Os achados da pesquisa apontaram que não há relação de longo prazo e nem causalidade entre os lucros trimestrais e o retorno das ações nas empresas estudadas. Além disso, foi observado que o retorno é mais sensível a mudanças nos lucros trimestrais do que o inverso. Por meio da decomposição da variância dos erros de previsão do lucro médio e do retorno médio, os resultados mostraram uma direção da causalidade no sentido de lucros trimestrais para retorno das ações. A função impulso-resposta permitiu observar, ainda, que o retorno é mais influenciado por choques do lucro do que o contrário, mostrando ajustamento a curto prazo.

Palavras-chave


Lucros Contábeis Trimestrais; Preço das Ações; Séries Temporais.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Antunes M. T. P., Grecco, M. C. P., Formigoni, H., & Mendonça Neto, O. R. (2012). A adoção no Brasil das normas internacionais de Contabilidade IFRS: o processo e seus impactos na qualidade da informação contábil. Revista de Economia e Relações Internacionais, 10(20), 5-19.

Ball, R., & Brown, P. (1968). An empirical evaluation of accounting income numbers. Journal of Accounting Research, 6(2), 159-178.

Ball, R., & Watts, R. (1972). Some time series properties of accounting income. Journal of Finance, 27, 663-681.

Brugni, T. V., Favero, L. P. L., Flores, E. S., & Beiruth, A. X. (2015). O vetor de causalidade entre lucro contábil e preço das ações: existem incentivos para a informação contábil seguir o preço no Brasil? Revista Contabilidade Vista & Revista, 26(1), 79-103.

Caiado, J. (2002). Modelos VAR, taxas de juro e inflação, literacia e estatística. Actas do Congresso da Sociedade Portuguesa de Estatística, Lisboa, Portugal, 10.

Campos, O. V., Lamounier, W. M., & Bressan, V. G. F. (2012). Retornos das ações e o lucro: avaliação da relevância da informação contábil. Revista de Contabilidade e Organizações, 6(16), 1-38.

Carneiro, F. G. (1997). A metodologia dos testes de causalidade em economia. Série Textos Didáticos, Número 20. Brasília: Departamento de Economia/UnB.

Costa Jr., N. C. A., Meurer, R., & Cupertino C. M. (2007). Existe alguma relação entre retornos contábeis e retornos do mercado de ações no Brasil? Revista Brasileira de Finanças, 5(2), 233-245.

Costa Jr., N. C. A., Martinez, A., Coelho, R., & Cupertino, C. M. (2008). Propriedades das séries temporais de lucros trimestrais das empresas brasileiras. Revista de Contabilidade e Organizações, 2(2), 19-35.

Deorce, R., Carrasco Gutierrez, C., Reis, A., & Castro, E. (2018). Causalidade entre os retornos contábeis e os retornos do mercado de ações brasileiro. Revista Ambiente Contábil, 10(1), 1-20.

Enders, W. (2010). Applied econometric time series. New York: Wiley.

Foster, G. (1977). Quarterly accounting data: time series properties and redictive ability results. Accounting Review, 52(1), 1-21.

Galdi, F. C., & Lopes, A. B. (2008). Relação de longo prazo e causalidade entre o lucro contábil e o preço das ações: evidências do mercado latino-americano. Revista de Administração, 43(2), 186-201.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Granger, C. W. J. (1969). Investigating causal relations by econometric models and cross-spectral methods. Econometrica, 37(3), 424-438.

Gujarati, D. N. (2011). Econometria Básica. São Paulo: Bookman.

Jindrichovska, I. (2001). The relationship between accounting numbers and returns: some empirical evidence from the emerging market of the Czech Republic. The European Accounting Review, 10(1), 107-131.

Kothari, S. P. (2001). Capital markets research in accounting. Recuperado em 22 de março, 2019, de http://web.mit.edu/kothari/www

Lev, B., & Amir, E. (1989). Value Relevance of nonfinancial information: the wireless communications industry. Journal of Accounting and Economics, 22.

Lopes, A. B. (2002). A informação contábil e o mercado de capitais. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.

Lopes, A. B. (2003). Testing the relation between earnings and returns using the Granger-causality test: an exploratory study in Brazil. Encontro Brasileiro de Finanças, São Paulo, SP, Brasil, 3.

Marconi, M. A., & Lakatos, E. M. (2002). Técnicas de Pesquisa (5a ed.). São Paulo: Atlas.

Martikainen, T., & Puttonen, V. (1993). Dynamic linkages between stock prices, accrual earnings and cash flows: a co-integration analysis. Annals of Operations Research, 45(1), 319-332.

Martins, G. A. (2002). Manual de elaboração de monografias e dissertações (3a ed.). São Paulo: Atlas.

O’Hanlon, J. (1991). The relationship in time between annual accounting returns and annual stock market returns in the U.K. Journal of Business Finance and Accounting, 18(3), 305-314.

Oliveira, A. B. S. (2011). Métodos da Pesquisa Contábil. São Paulo: Atlas.

Pimentel, R. C., & Lima, I. S. (2010). Time-series Properties of Earnings and Their Relationship with Stock Prices in Brazil. Business and Economics Research Journal, 1(4), 43-65.

Santos, E. S. (2012). Impacto Total do Processo de adoção do IFRS nos Resultados das Empresas Brasileiras. Encontro ANPAD, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 36.

Santos, E. S. (2015). Impacto total do IFRS no lucro e patrimônio líquido das empresas brasileiras. BASE- Revista de Administração e contabilidade da Unisinos, 12(3), 225-241.

Sonza, I. B., & Kloeckner, G. O. (2009). Co-integração entre o lucro contábil e o preço das ações negociadas pela bovespa: um estudo empírico. Encontro Brasileiro de Finanças, São Leopoldo, SP, Brasil, 9.

Tswei, K. (2013). Is transaction price more value relevant compared to accounting information? An investigation of a time-series approach. Pacific-Basin Finance Journal, 21(1), 1062-1078.

Van Doornik, B. F. N. (2007). Modelagem econométrico-financeira de uma empresa baseada em vetores auto-regressivos: uma aplicação à Petrobras S.A. Dissertação de mestrado em Administração, Universidade Federal de Brasília, DF, Brasil.




DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-766220192806

Revista Catarinense da Ciência Contábil, Florianópolis, SC, Brasil. ISSN: 2237-7662


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional