Metacognição, perfil empreendedor e percepção de sucesso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.16930/2237-766220213166

Palavras-chave:

Metacognição, Perfil Empreendedor, Percepção de Sucesso, Modelagem de Equações Estruturais, Survey

Resumo

Este estudo buscou identificar em que medida a metacognição exerce efeito sobre a percepção de sucesso, mediada pelo perfil empreendedor. A amostra analisada envolveu 194 egressos dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Economia de instituições de ensino superior públicas e privadas do estado de Sergipe. Os procedimentos envolveram o uso de modelagem de equações estruturais e os resultados indicaram que a orientação de objetivos apresenta relação significativa direta e indireta com a percepção de sucesso. O conhecimento metacognitivo e a experiência metacognitiva possuem relações indiretas significativas com a percepção de sucesso, e esta relação ocorre com as dimensões “autorrealização” e “líder” do perfil empreendedor. Como contribuição deste estudo, identificaram-se características metacognitivas que podem ser aperfeiçoadas para melhorar a percepção de sucesso, como, por exemplo: definir frequentemente objetivos; compreender a relação entre tarefas e objetivos; estabelecer objetivos específicos; avaliar com frequência o progresso de uma tarefa; selecionar a melhor opção para a resolução de problemas; usar estratégias assertivas no passado; obter conhecimento prévio de uma tarefa; fragmentar problemas em pequenas partes; pensar antes de realizar uma tarefa; usar diferentes estratégias; organizar o tempo e informações; selecionar informações importantes; e utilizar a intuição para formular estratégias.

Referências

Botelho, P., & Vargas, D. S. (2021). Inferências e atividades de leitura: cognição e metacognição em sala de aula. Cad. Est. Ling., 63, 1-14. DOI: https://doi.org/10.20396/cel.v63i00.8660188

Cheah, Jun-Hwa, Sarstedt, M., Ringle, C. M., Ramayah, T., & Ting, H. (2018). Convergent validity assessment of formatively measured constructs in PLS-SEM: On using single-item versus multi-item measures in redundancy analyses. International Journal of Contemporary Hospitality Management, 30(11), 3192-3210. DOI: https://doi.org/10.1108/IJCHM-10-2017-0649

Cho, Y. S., & Jung, J. Y. (2014). The relationship between metacognition, entrepreneurial orientation, and firm performance: an empirical investigation. Academy of Entrepreneurship Journal, 20(2), 71-84.

Cohen, J. (1988). Statistical Power Analysis for the Behavioral Sciences (2a.ed.). Hillsdale, NJ: Lawrence Erlbaum Associates.

Costa, L. V., & Dutra, J. (2011). Avaliação da carreira no mundo contemporâneo: proposta de um modelo de três dimensões. Recape – Revista de Carreiras e Pessoas, 1(01), 1-22. DOI: https://doi.org/10.20503/recape.v1i1.6493

Costa, L. V. (2013). Construção e Validação de uma Escala de Percepção de Sucesso na Carreira. Revista RECAPE, 3(1). DOI: https://doi.org/10.20503/recape.v3i1.15435

Deffendi, L. T., & Schelini, P. W. (2016). O monitoramento metacognitivo em tarefas que envolvem a criatividade verbal. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 32(3),1-8. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-3772e323221

Dijkstra, T. K., & Henseler, J. (2015). Consistent partial least squares path modeling. MIS quarterly, 39(2). DOI: https://doi.org/10.25300/MISQ/2015/39.2.02

Dries, N., Pepermans, R., & Carlier, O. (2008). Career success: Constructing a multidimensional model. Journal of Vocational Behavior, 73(2), 254-267. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jvb.2008.05.005

Earley, P. C. & Ang, S. (2003). Cultura intelligence: individuals interections across cultures. Stanford, Califórnia: Stanford Business Books.

Estrela, P. M. C. de A. (2020). Metacognição, Perfil Empreendedor e Percepção de Sucesso. Tese de doutorado, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil. DOI: https://doi.org/10.16930/2237-766220213166

Ferreira, M. P. V., Pinto, C. F., & Miranda, R. M. (2015). Três décadas de pesquisa em empreendedorismo: uma revisão dos principais periódicos internacionais de empreendedorismo. READ. Rev. eletrôn. adm., 21(2), 406-436. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-2311.0342014.52536

Ferreira, M. A., Colares, A. C. V, Rocha, P. M., & Carvalho Junior, L. E. (2013). O Ensino de Empreendedorismo nos Cursos de Graduação em Ciências Contábeis. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 12(35), 63-78. DOI: https://doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v12n35p63-78

Flavell, J. H. (1987). Speculations about the nature and development of metacognition. Hillside, NJ: Erlbaum.

Flavell, J. H. (1979). Metacognition and cognitive monitoring: A new area of cognitive-developmental inquiry. American Psychologist, 34(10), 906-911. DOI: https://doi.org/10.1037/0003-066X.34.10.906

Gewehr, D., Strohschoen, A. A. G., & Schuck, R. J. (2020). Projetos de pesquiisa e a relação com a metacognição: percepções de alunos pesquisadores sobre a própria aprendizagem. Revista Ensaio, 22. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-21172020210144

Hair, J. F., Hult G. T. M., Ringle, C. M., Sarstedt, M., & Thiele, K. O. (2017). Mirror, mirror on the wall: a comparative evaluation of composite-based structural equation modeling methods, Journal of the Academy of Marketing Science, Springer, 45(5), 616-632. DOI: https://doi.org/10.1007/s11747-017-0517-x

Hair, J. F., GabrieL, M. L. D. S., & Patel, V. K. (2014). Modelagem de equações estruturais baseado em covariância (CB-SEM) com o AMOS: orientações sobre a sua aplicação como uma ferramenta de pesquisa de marketing. REMark-Revista Brasileira de Marketing, edição especial, 13(2), 44-55. DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v13i2.2718

Haynie, M., & Shepherd, D. A. (2009). A Measure of Adaptive Cognition for Entrepreneurship Research. Entrepreneurship Theory and Practice, 33(3), 695-714. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1540-6520.2009.00322.x

Haynie, J. M., Shepherd, D., Mosakowski, E., & Earley, P. C. (2010). A situated metacognitive model of the entrepreneurial mindset. Journal of Business Venturing, 25(2), 217-229. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbusvent.2008.10.001

Henseler, J., Ringle, C. M., & Sarstedt, M. (2015). A new criterion for assessing discriminant validity in variance-based structural equation modeling. Journal of the academy of marketing science, 43(1), 115-135. DOI: https://doi.org/10.1007/s11747-014-0403-8

Hirst, G., Knippenberg, D. V., & Zhou, J. (2009). A cross-level perspective on employee creativity: goal orientation, team learning behavior, and individual creativity. Academy of Management Journal, 52(2), 280-293. DOI: https://doi.org/10.5465/amj.2009.37308035

Jones, J. L., Davis, W. D., & Thomas, C. H. (2017). In competition engaging? Examining the interactive effects of goal orientation and competitive work environment on engangement. Human Resource Management, 56(3), 389-405, 2017. DOI: https://doi.org/10.1002/hrm.21773

Kock, N., & Hadaya, P. (2016). Minimum sample size estimation in PLS‐SEM: The inverse square root and gamma‐exponential methods. Information Systems Journal, 28(1), 227-261. DOI: https://doi.org/10.1111/isj.12131

Lima Filho, R. N. (2013). Empreendendo sobre o empreender e pensando sobre o pensar: um estudo sobre características empreendedoras e metacognição. (Tese de doutorado), Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil. DOI: https://doi.org/10.2139/ssrn.2276640

Lima Filho, R. N., & Bruni, A. L. (2015). Metacognição estimula características empreendedoras? Uma análise em profissionais de administração. RACE, 14(2), 427-450. DOI: https://doi.org/10.18593/race.v14i2.5922

Lima Filho, R. N., & Nova, S. P. C. C. (2020). Diferenças de aprendizagem autorregulada em estudantes de pós-graduação: uma análise relacionando idade e gênero ao uso de estratégias. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 19, 1-20. DOI: https://doi.org/10.16930/2237-766220203075

Long, J. S. (1983). Confirmatory Factory Analysis: a prefacy to LISREL. Sage Publications, 7(33).

Moreira, M. A., Alves, N. J. F., Andreassi, T., & Braga, J. G. R. (2020). Educação Empreendedora em Contabilidade: da Teoria à Aprendizagem Experiencial. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 19(1). DOI: https://doi.org/10.16930/2237-766220202896

Oosterbeek, H., Praag, M. V., & Ijsselstein, A. (2010). The impact of entrepreneurship education on entrepreneurship skills and motivation. European Economic Review, 54(1), 442-454. DOI: https://doi.org/10.1016/j.euroecorev.2009.08.002

Pajares, F., Britner, S., & Valiante, G. (2000). Relation between achievement goals and self-beliefs of middleschool students in writing and science. Contemporary Educational Psychology, 25, 406-422. DOI: https://doi.org/10.1006/ceps.1999.1027

Pimentel, F. S. C., & Sales Júnior, V. B. de (2021). Avaliação da consciência metacognitiva de usuários de jogos digitais. Aprendizagem baseada em jogos digitais: teoria e prática. Rio de Janeiro: BG Business Graphics Editora.

Reijonen, H., & Komppula, R. (2007). Perception of success and its effect is small firm performance. Journal of Small Business and Enterprise Development, Finland, 14(4). DOI: https://doi.org/10.1108/14626000710832776

Ribeiro, C. (2003), Metacognição: um apoio ao processo de aprendizagem. Psicologia: Reflexão e Crítica, 16(1), 109-116. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-79722003000100011

Rocha, C. J. T., & Malheiro, J. M. S. (2019). Metacognição e a experimentação investigativa: a construção de categorias interativa dialógicas. Revista Educação, 44. DOI: https://doi.org/10.5902/1984644434409

Rosa, C. T. W., Corrêa, N. N. G., Passos, M. M., & Arruda, S. de M. (2020). Metacognição e seus 50 anos: uma breve história da evolução do conceito. Revista Educar Mais, 4(3), 703-721. DOI: https://doi.org/10.15536/reducarmais.4.2020.2063

Sarstedt, M., & Cheah, J. H. (2019). Partial least squares structural equation modeling using SmartPLS: a software review. Journal of Marketing Analytics, 196-202, 2019. DOI: https://doi.org/10.1057/s41270-019-00058-3

Schmidt, S., & Bohnenberger, M. C. (2009). Perfil empreendedor e desempenho organizacional. Revista de Administração Contemporânea, 13(3) 450-467. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552009000300007

Staniewsky, M. W., & Awruk, K. (2017). Questionnaire of entrepreneurial success: report on inicial stage of method construction. Journal of Business Research. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2017.11.041

Urban, B. (2012). Applying a metacognitive perspective to entrepreneurship: empirical evidence on the influence of metacognitive dimensions on entrepreneurialintentions. Jornal of Enterprising Culture, 20(2), 203-225. DOI: https://doi.org/10.1142/S0218495812500094

Publicado

30/07/2021

Como Citar

Estrela, P. M. C. de A. ., Bruni, A. L. ., & Lima Filho, R. N. . (2021). Metacognição, perfil empreendedor e percepção de sucesso. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, 20, e3166. https://doi.org/10.16930/2237-766220213166

Edição

Seção

Artigos