Precificação estratégica no comércio eletrônico – B2c (business to consumer) - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v6n18p65-76

Joisse Antonio Lorandi, Antonio Cezar Bornia

Resumo


Na formação de uma precificação estratégica, a ênfase deve situar-se na transmissão de valor. O preço estabelecido deve representar o valor agregado em relação a satisfação que o produto e todo processo de atendimento propiciam ao cliente. A transmissão de valor no comércio eletrônico deve priorizar a identificação do que é considerado um diferencial, entre o varejo virtual e em relação ao seu principal concorrente, o varejo tradicional. É neste âmbito que a pesquisa se desenvolve, tendo como objetivos identificar fatores que agregam valor no comércio virtual e parâmetros que devem balizar a precificação estratégica neste ambiente, como os componentes de custos e a concorrência. A metodologia do estudo quanto aos procedimentos técnicos é de pesquisa bibliográfica, a qual foi elaborada por meio de um referencial teórico que está formando-se em torno do assunto. Por se tratar de um modelo recente, em formação, caracteriza-se a pesquisa quanto a seus objetivos, como de caráter exploratório, principalmente no âmbito da formação do preço, já que há uma lacuna entre a forma de atuar no varejo virtual em relação ao tradicional. O estudo explora esta lacuna por meio da identificação de elementos que formam o valor do produto comercializado, via rede eletrônica de dados, concluindo que a precificação estratégica para uma lucratividade efetiva deve representar o valor do produto, uma vez que o que se vende é o valor que o produto agrega ao cliente e não componentes de custos mais uma margem.

 



Palavras-chave


Precificação Estratégica; Comércio Virtual

Texto completo:

PDF


Revista Catarinense da Ciência Contábil, Florianópolis, SC, Brasil. ISSN: 2237-7662


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional