Características do professor ideal: uma percepção dos graduandos em Ciências Contábeis de uma universidade comunitária do estado de Santa Catarina

Marcelo Manes Prim, Leonardo Eodesio Bach, Zilton Bartolomeu Martins

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo analisar essas características do professor ideal na percepção da população selecionada de uma universidade comunitária do estado de Santa Catarina. Quanto à metodologia, este estudo se classifica como quantitativo quanto à sua abordagem, descritivo quanto ao objetivo e, no que diz respeito aos procedimentos, conta com uma pesquisa de levantamento. Como instrumento de coleta de dados, aplicou-se um questionário validado e utilizado por Guelfi, Tumelero, Antonelli e Voese (2018), que contém 34 questões sobre quais características definem um professor ideal. A população desta pesquisa foi de 138 alunos, matriculados em 2018/2, resultando em uma amostra de 102 respondentes, que representa 73,91% da população. Os dados foram tabulados no software Microsoft Excel e foram utilizadas como técnicas de análise a estatística descritiva e univariada, por meio da frequência relativa, média, desvio-padrão, correlação e teste T, calculadas com o software IBM SPSS Statistics 22. Como principais resultados, verificou-se que as características mais relevantes indicadas pelos discentes foram ter conhecimento da teoria do assunto que está lecionando, ter conhecimento da prática do assunto que está lecionando e saber fazer a ligação entre teoria e prática. Já as características menos enfatizadas estão relacionadas aos atributos e ter beleza física, ser asseado (bem-vestido, cabelo penteado, sempre arrumado) e ter tom de voz agradável.

Palavras-chave


Professor ideal; Graduandos; Ciências Contábeis.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Amaral, A. L. (2010, abril). Significados e Contradições nos processos de formação de professores. Anais do Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, Belo Horizonte, MG, Brasil, 15.

Andere, M. A., & Araujo, A. M. P. (2008). Aspectos da formação do professor de ensino superior de Ciências Contábeis: uma análise dos programas de pós-graduação. Revista Contabilidade & Finanças, 19(48), 91-102.

Araujo, A. M. P., Santana, A. L. A., & Ribeiro, E. M. S. (2009, junho). Fatores que afetam o processo de ensino no curso de Ciências Contábeis: Um estudo baseado na percepção dos professores. Anais do Congresso ANPCONT, São Paulo, SP, Brasil, 3.

Batista, A. B., Bruni, A. L., & Cruz, N. V. S. (2016, julho). Decifra-me ou devoro-te: Um estudo sobre os atributos do professor de Contabilidade no Estado da Bahia. Anais do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, São Paulo, SP, Brasil, 16.

Beni, P. F., Breno, F. R., Villela, L. M., Esteves, R., Jones, G. D. C., & Forte, D. (2017). Processo de Ensino-Aprendizagem e a Interação de Professores e Alunos em um Curso de Graduação em Administração de Empresas. Administração: Ensino e Pesquisa, 18(2), 345-374.

Brait, L. F. R., Macedo, K. M. F., Silva, F. B., Silva, M. R., & Souza, A. L. R. (2010). A relação professor/aluno no processo de ensino e aprendizagem. Itinerarius Reflectionis, 6(1), 1-15.

Celerino, S., & Pereira, W. F. C. (2008). Atributos e prática pedagógica do professor de contabilidade que possui êxito no ambiente universitário: Visão dos acadêmicos. Revista Brasileira de Contabilidade, 1(170), 64-77.

Cunha, A. C. (2010). Representação do “bom” professor: O “bom professor em geral e o “bom” professor de educação física em particular. Educação em revista, 11(2), 41-52.

Ferreira, M. A. (2015). Determinantes do desempenho discente no ENADE em cursos de Ciências Contábeis. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil. Recuperado de https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/12620/1/DeterminantesDesempenhoDiscente.pdf

Gomes, M. E. M., Albuquerque, L. S., Carvalho, J. R. M. D., Santiago, J. S., Lucena, W. G. L., & Rêgo, T. D. F. (2009, novembro). Atributos e práticas pedagógicas do professor de contabilidade que possui êxito em sala de aula: Estudo da percepção discente em IES públicas. Anais do Encontro de Pesquisa em Administração e Contabilidade, Curitiba, PR, Brasil, 2.

Gradvohl, R. F., Lopes, F. P., & Costa, F. J. (2009, julho). O Perfil do Bom Professor de Contabilidade: Uma análise a partir da perspectiva de alunos de cursos de graduação. Anais do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, São Paulo, SP, Brasil, 9.

Guelfi, B. F. C., Tumelero, R. C., Antonelli, R. A., & Voese, S. B. (2018). Ao mestre com carinho: O bom professor sob a ótica dos discentes de Ciências Contábeis da geração Y. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, 12(1), 45-65.

Hair Júnior., J. F., Babin, B., Money, A., & Samouel, P. (2005). Fundamentos de Métodos de Pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman.

Lima Filho, R. N., Bezerra, E. S., & Silva, T. B. J. (2016). Estilo de aprendizagem dos alunos do curso de Ciências Contábeis. Revista Gestão Universitária na América Latina, 9(2), 95-112.

Magera, M., & Conceição, J. T. P. (2014). O professor universitário em sala de aula. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, 1(14), 167-172.

Marques, V. A., Oliveira, M. C., Nascimento, E. M., & Cunha, J. V. A. (2012). Atributos de um bom professor: Um estudo sobre a percepção dos alunos de Ciências Contábeis. Revista Contabilidade e Controladoria, 4(2), 7-23.

Martins, Z. B. (2017). Determinantes do desempenho acadêmico: Um estudo com alunos de graduação em Administração e Ciências Contábeis. Dissertação de Mestrado, Universidade do Vale do Itajaí, Biguaçu, SC, Brasil. Recuperado de http://siaibib01.univali.br/vinculos/Zilton Bartolomeu Martins.pdf

Mazzioni, S. (2013). As estratégias utilizadas no processo de ensino-aprendizagem: concepções de alunos e professores de ciências contábeis. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, 2(1), 93-109.

Miranda, G. J., Casa Nova, S. P. C., & Cornacchione Júnior, E. B. (2012). Os saberes dos professores-referência no ensino de contabilidade. Revista Contabilidade & Finanças, 23(59), 142-153.

Mitre, S. M., Batista, R. S., Mendonça, J. M. G., Pinto, N. M. D. M., Meirelles, C. D. A. B., Porto, C. P., Moreira, T., & Hoffmann, L. M. A. (2008). Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: Debates atuais. Ciência & saúde coletiva, 13, 2133-2144.

Nogueira, D. R., Casa Nova, S. P. C., & Carvalho, R. C. O. (2012). O bom professor na perspectiva da geração Y: Uma análise sob a percepção dos discentes de Ciências Contábeis. Enfoque: reflexão contábil, 31(3), 37-52.

Oro, I. M., Santana, A. G., & Rausch, R. B. (2013, novembro). Os saberes do “Bom Professor” de Ciências Contábeis na compreensão de acadêmicos da Geração Y. Anais do Encontro de Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade, Brasília, DF, Brasil, 4.

Pavione, C. S. S. N., Avelino, B. C., & Souza Francisco, J. R. (2016). Fatores que influenciam o processo de ensino-aprendizagem sob a perspectiva de estudantes do curso de Ciências Contábeis: Análise em uma instituição de ensino superior de Minas Gerais. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, 10(2), 196-219.

Silva, D. M. (2006). O Impacto dos estilos de aprendizagem no ensino de contabilidade na FEA-RP/USP. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP, Brasil. Recuperado de https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96133/tde-24012007-152550/publico/DeniseMendesdaSilva.pdf

Tunes, E., Tacca, M. C. V. R., & Bartholo Júnior, R. S. (2005). O professor e o ato de ensinar. Cadernos de pesquisa, 35(126), 689-698.

Winkler, I., Abreu, J. C. A., Morais, K. S., Silva, L. P., & Pinho, J. A. G. (2012). O processo ensino-aprendizagem em administração em condições de heterogeneidade: percepção de docentes e discentes. Administração: Ensino e Pesquisa, 13(1), 43-75.

Yonemoto, H. W. (2004). Proposta de integração entre ensino, aprendizagem, comunicação e virtualidade: Uma arquitetura de reestruturação para o ensino superior. Tese de Doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil. Recuperado de https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/87027/204098.pdf?sequence=1&isAllowed=y




DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-766220203001

Revista Catarinense da Ciência Contábil, Florianópolis, SC, Brasil. ISSN: 2237-7662


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional