Ensino remoto emergencial na percepção de alunos presenciais de Ciências Contábeis durante a pandemia de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.16930/2237-766220213182

Palavras-chave:

Covid-19, Ensino remoto, Metodologias ativas, Papel do professor

Resumo

O estudo objetivou investigar a percepção de acadêmicos presenciais do curso de ciências contábeis de uma universidade pública que adotou o ensino remoto emergencial durante a pandemia de Covid-19 no Brasil, ressaltando-se os aspectos que favorecem ou dificultam a aprendizagem. Foi realizado um estudo qualitativo e descritivo, com dados coletados mediante 4 grupos focais com a participação de 80 alunos de um curso presencial de graduação em ciências contábeis. Os resultados indicam que os alunos percebem como aspectos facilitadores do ensino remoto os fatores estruturais (flexibilização nos prazos para entrega de atividades), pessoais e coletivos (autonomia no processo de aprendizagem) e didático-pedagógicos (uso de metodologias ativas pelo professor). Quanto aos aspectos que dificultam a aprendizagem, destacam-se os fatores externos (falta de acesso à internet), individuais (não manter rotina de estudos e elevação do nível de estresses) e práticas docentes tradicionais (aulas monótonas por videoconferência). Por fim, observa-se uma visão otimista para tendências futuras, com alterações nos aspectos humanos (mudança de paradigma do papel do aluno), institucionais (maior utilização da tecnologia) e formativos (uso de metodologias ativas). Conclui-se que a utilização de metodologias ativas no aspecto didático e pedagógico eleva a participação do número de alunos nas aulas remotas e melhora a qualidade da aprendizagem. O estudo pode contribuir com as instituições de ensino que adotam o ensino remoto emergencial para continuidade das atividades acadêmicas em períodos de crise, bem como aos docentes que planejam suas atividades, ressaltando-se o papel do professor e a importância das metodologias ativas na construção do conhecimento.

Referências

Abdous, M. H. (2019). Influence of satisfaction and preparedness on online students' feelings of anxiety. The Internet and Higher Education, 41, 34-44. DOI: https://doi.org/10.1016/j.iheduc.2019.01.001

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Basilaia, G., & Kvavadze, D. (2020). Transition to online education in schools during a SARS-CoV-2 coronavirus (COVID-19) pandemic in Georgia. Pedagogical Research, 5(4), 1-9. DOI: https://doi.org/10.29333/pr/7937

Bonwell, C. C., & Eison, J. A. (1991). Active Learning: Creating Excitement in the Classroom. 1991 ASHE-ERIC Higher Education Reports. ERIC Clearinghouse on Higher Education, The George Washington University, One Dupont Circle, Suite 630, Washington, DC 20036-1183.

Bornal, E. M., Barbante Junior, E. A., Matsuoka, I. N., Nasu, V. H., & Nogueira, D. R. (2019). Contábil Quiz: Satisfação dos Estudantes de Ciências Contábeis Com o Uso de App no Processo de Ensino-Aprendizagem. Pensar Contábil, 21(74).

Cheong, C., Bruno, V., & Cheong, F. (2012). Designing a mobile-app-based collaborative learning system. Journal of Information Technology Education: Innovations in Practice, 11(1), 97-119. DOI: https://doi.org/10.28945/1582

Côrte Vitória, M. I., Casartelli, A., Rigo, R. M., & Costa, P. T. (2018). Engajamento acadêmico: desafios para a permanência do estudante na Educação Superior. Educação, 41(2), 262-269. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.2.27960 DOI: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.2.27960

Diesel, A., Baldez, A. L. S., & Martins, S. N. (2017). Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. Revista Thema, 14(1), 268-288. DOI: https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.268-288.404

Ezeani, N. S., & Akpotohwo, F. C. (2014). Integrating information and communication technology (ICT) in accounting education instruction in Ekiti State Universities. International Journal of business and social science, 5(6), 195-204.

Ferreira, M.M. (2015). Docência no ensino superior: aprendendo a ser professor de contabilidade. Tese de Doutorado, Universidade Federal de São Carlos.

Ferreira, L. V., Leal, E. A., & Farias, R. S. (2020). O papel do estágio docência no desenvolvimento de competências didático-pedagógicas no contexto da pós-graduação em Contabilidade. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 14(2). DOI: https://doi.org/10.17524/repec.v14i2.2525

Gaviria, D., Arango, J., & Valencia, A. (2015). Reflections about the use of information and communication technologies in accounting education. Procedia-Social and Behavioral Sciences, 176, 992-997. DOI: https://doi.org/10.1016/j.sbspro.2015.01.569

Gainor, M., Bline, D., & Zheng, X. (2014). Teaching internal control through active learning. Journal of Accounting Education, 32(2), 200-221. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jaccedu.2014.03.003

Hedges, S. (2017). Statistics Student Performance and Anxiety: Comparisons in Course Delivery and Student Characteristics. Statistics Education Research Journal, 16(1). DOI: https://doi.org/10.52041/serj.v16i1.233

Janvrin, D. J., & Watson, M. W. (2017). “Big Data”: A new twist to accounting. Journal of Accounting Education, 38, 3-8. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jaccedu.2016.12.009

Kolb, D. A. (1984). Experiential learning: experience as the source of learning and development. Englewood Cliffs, NJ: Prentice Hall.

Korhonen, V., & Törmä, S. (2016). Engagement with a teaching career–how a group of Finnish university teachers experience teacher identity and professional growth. Journal of Further and Higher Education, 40(1), 65-82. DOI: https://doi.org/10.1080/0309877X.2014.895301

Kraemer, M. E. P. (2004). E-Learning na Contabilidade. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 3(7), 09-20. DOI: https://doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v3n7p9-20

Leal, E. A., Miranda, G. J., & Casa Nova, S. D. C. (2017). Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. São Paulo: Atlas.

Lima, J. P. R., & Araujo, A. M. P. (2019). Tornando-se Professor: Análise do Processo de Construção da Identidade Docente dos Professores de Contabilidade. Advances in Scientific & Applied Accounting, 12(2). DOI: https://doi.org/10.14392/ASAA.2019120204

Lopes, I. F., Meurer, A. M., & Voese, S. B. (2018). Efeito das Crenças de Autoeficácia no Comportamento Cidadão e Contraproducente dos Acadêmicos de Contabilidade. Advances in Scientific & Applied Accounting, 11(3). DOI: https://doi.org/10.14392/ASAA.2018110309

Lopes, I. F., Meurer, A. M., & Colauto, R. D. (2020). Estratégias de Coping de Discentes Brasileiros de Ciências Contábeis. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 14(2). DOI: https://doi.org/10.17524/repec.v14i2.2488

Moreira, M. A., Alves, N. J. F., Andreassi, T., & Braga, J. G. R. (2020). Educação Empreendedora em Contabilidade: da Teoria à Aprendizagem Experiencial. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 19, 4. DOI: https://doi.org/10.16930/2237-766220202896

Nasu, V. H. (2019). Relationship between the Use of Information and Communication Technology (ICT) and Academic Aspects: Perceptions from Brazilian Accounting Students. BASE-Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 16(2), 235-255.

Nasu, V. H., & Afonso, L. E. (2018). Professor, Posso Usar o Celular? Um Estudo sobre a Utilização do Sistema de Resposta do Estudante (SRE) no Processo Educativo de Alunos de Ciências Contábeis. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 12(2). DOI: https://doi.org/10.17524/repec.v12i2.1811

Nasu, V. H., & Nogueira, D. R. (2020). Celulares a postos? Estudo sobre a percepção de alunos de ciências contábeis acerca do sistema de resposta de audiência (SRA). Enfoque: Reflexão Contábil, 39(1), 01-19. DOI: https://doi.org/10.4025/enfoque.v39i1.45319

Nemer, E. G., Ramirez, R. A., Frohmut, B. D. F., & Bergamo, R. O. C. (2020). Um estudo de caso sobre o uso de gamificação e da realidade virtual na Educação Profissional. Refas-Revista Fatec Zona Sul, 6(5), 1-13.

Nogueira, D. R. (2014). Vento da mudança: estudo de caso sobre a adoção de ambientes virtuais no ensino presencial em Contabilidade. (Doctoral dissertation), Universidade de São Paulo.

Oliveira, A. J., Raffaelli, S. C. D., Colauto, R. D., & Casa Nova, S. P. D. C. (2013). Estilos de aprendizagem e estratégias ludopedagógicas: percepções no ensino da contabilidade. Advances in Scientific and Applied Accounting, 6(2), 236-262. DOI: https://doi.org/10.14392/ASAA.2013060206

Palmeira, R. L., Silva, A. A. R., & Ribeiro, W. L. (2020). As metodologias ativas de ensino e aprendizagem em tempos de pandemia: a utilização dos recursos tecnológicos na Educação Superior. HOLOS, 5, 1-13. DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2020.10810

Sangster, A., Stoner, G., & Flood, B. (2020). Insights into accounting education in a COVID-19 world. Accounting Education, 29(5), 431-562. DOI: https://doi.org/10.1080/09639284.2020.1808487

Schmitt, D. C., Bugalho, D. K., & Kruger, S. D. (2021). Percepções docentes e às estratégias de ensino-aprendizagem durante o isolamento social motivado pelo COVID-19. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 20, e3133. DOI: https://doi.org/10.16930/2237-7662202131331

Silva, S. C., Colle, F. E. S., Cavichioli, D., & de Souza, R. F. (2018). Aprendizado e desenvolvimento de habilidades no curso de Contabilidade: uma pesquisa-ação com o método Team-Based Learning (TBL). Enfoque: Reflexão Contábil, 37(3), 1-19. DOI: https://doi.org/10.4025/enfoque.v37i3.39579

Silva, U. B., & Bruni, A. L. (2017). O que me ensina a ensinar? Um estudo sobre fatores explicativos das práticas pedagógicas no ensino de contabilidade. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 11(2). DOI: https://doi.org/10.17524/repec.v11i2.1531

Souza, A. N. M., Meurer, A. M., Costa, F., & Musial, N. T. K. (2020). Utilização de metodologias ativas e elementos de gamificação no processo de ensino-aprendizagem da contabilidade: experiência com alunos da graduação. Desafio Online, 8(3).

Watty, K., McKay, J., & Ngo, L. (2016). Innovators or inhibitors? Accounting faculty resistance to new educational technologies in higher education. Journal of Accounting Education, 36, 1-15. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jaccedu.2016.03.003

Publicado

15/10/2021

Como Citar

Soares, C. S., Guimarães, D. E. L., & Souza, T. V. de . (2021). Ensino remoto emergencial na percepção de alunos presenciais de Ciências Contábeis durante a pandemia de Covid-19. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, 20, e3182. https://doi.org/10.16930/2237-766220213182

Edição

Seção

Artigos